Crônica do Noivo

Homem não chora… Mas organiza casamento.

 Por Rodolfo Venturini (“noivo”cliente do Espaço De La Cruz)

“Estava eu ouvindo músicas e divagando sobre a eternidade e seus mistérios, afinal faltam menos de três meses para o resto de minha vida… Ah, o matrimonio…

E em meio a tantos pensamentos sobre passado e futuro, eis que vem O presente, ou melhor, o que vem se construindo no presente.

Enquanto ouvia uma musica muito bonita e famosa, cantada por tal senhor FREJAT, lembrei-me de toda a preparação para a cerimonia que oficializará o meu casamento.

Sim! O casamento também é MEU! Noivo casa! O noivo também participa!

Sabe aquele ditado que diz que “quando um não quer dois não brigam”? Pois então, para haver casamento duas pessoas distintas e IGUALMENTE IMPORTANTES tem que querer…

No inicio do namoro eu estava lá.

Sabe o primeiro beijo? Um dos lábios era o meu;

Sabe aquela briga horrível? Era a minha voz gritando (acho que foi por socorro);

Lembra-se daquele dia maravilho que eu disse termos passado juntos? Eu disse JUNTOS.

Por fim, sabe aquele par de alianças que vão entrar na igreja? Imagine só, uma delas será minha!

Desabafo feito,  percebo o quão importante e feliz tem sido os últimos meses. Como foi bom e é enriquecedor aprender, seja qual tema for…

Como funciona uma cerimonia religiosa? O que necessário para se casar no civil? O que não pode faltar numa festa de casamento? Qual o tipo de traje é mais adequado? Hoje, estas respostas e outros tantos questionamentos não me soam mais como uma viagem a um lugar inóspito nos confins da terra. Não!

Nos últimos meses,  aprendi a escolher paleta de cores para eventos.

Descobri a diferença entre margarida e gérbera brancas.

Fiz prova de Bem casados.

Você sabia que os móveis das festas de casamentos não pertencem ao salão? São alugados! E custam caro…

Fui apresentado à profissão de calígrafo, a qual nunca poderei exercer… (AH, tia Marilia. Deveria ter me obrigado mais vezes no caderno de caligrafia…)

Fiz curso de Noivos. Muito legal, por sinal.

Mas nem tudo são flores.

Os mais apressados vão logo pensar:

_ “Virou gay”!

_ “Pronto, foi só marcar o casamento e ficou louco!”

Meus amigos vão ler este texto e tentar me levar diretamente à despedida de solteiro, pra ver se volto ao normal.

Tarde demais…

Mas não porque deixei de ser quem era. Apenas entendi um pouco mais o que é o sacramento do casamento.

É justamente a partir das desventuras narradas, que percebo que o homem (leia-se noivo) tem, não somente o direito, mas o dever de ajudar na preparação de seu casamento. E não é apenas um dever financeiro, visto que temos (via de regra) o nosso dinheiro por lá. E Haja dinheiro…

Casar não é apenas trocar a aliança de mãos.

Casar não é apenas dormir junto de forma oficial.

Muito menos dar satisfação à sociedade (já passei dos trinta. Sabe como é…)

Casar não é apenas o inicio da desculpa pra se ter filhos.

Casar não significa castrar-se, alienar-se do mundo e ter olhos apenas para sua mulher. (Embora seja uma boa ideia escrever que é isto que vai acontecer).

Casamento é o passo adiante.

É tudo que eu disse acima e mais. Muito mais.

Mas se eu começar a falar sobre isto perco o foco e a masculinidade…

O que quero dizer é que mesmo sem ter participado de toda preparação, minha passada seria mais curta que a da minha futura mulher.

Começaria o relacionamento um tanto atrás.

Um tanto perdido.  Um tanto deslocado

Afinal de contas, como ser apenas um convidado na cerimônia e na festa que vão mudar minha vida pra sempre?

Como é possível acordar num dia solteiro, tomar banho, trocar de roupa, e ir dormir casado?

Não dá!

Casamento é pra sempre, espero…

_ “Homem não chora nem por dor, nem por amor.”

Dizia a musica que eu ouvia.

Mas se lagrimas escorrerem do meu queixo e não se secarem antes de tocar o chão é porque estarei feliz.

Não apenas por me casar com a mulher que eu amo, embora seja esta a razão de tudo.

Mas também porque fizemos tudo juntos.

Nos conhecemos. Juntos.

Namoramos. Juntos.

Sorrimos e choramos. Juntos.

Adoecemos e curamos o corpo e a alma. Juntos.

Organizamos nosso casamento.

JUNTOS

Como bem diz o ditado popular reforçado pela musica de Frejat: “homem não chora”…

mas organiza casamento…”

É noivinhas, existem noivinhos diferentes por aí…

:*

 

0 AMEI
avatar5 de abril de 2012 - 10:24 PM

Laurinha - Que texto lindo!!! Será que quando eu for casar meu noivo vai pensar assim???? Acho que se meu noivo for o meu namorado atual ele nunca vai pensar dessa maneira, e mesmo se pensar não vai dar o braço a torcer… Q saco! Noivo chato! hahaha

avatar5 de abril de 2012 - 10:28 PM

Renata Cruz - É realmente raro Laurinha…O meu que é super romântico, adora surpresas, hiper empolgado, não pensa…Sinta-se confortada pela maioria…rsrs

avatar5 de abril de 2012 - 10:35 PM

Priscila - O meu também participa. E acho que ele assinaria embaixo de muita coisa que esse noivo aí disse.
Eu sempre falei que a participação do noivo é super importante. É um dos primeiros aprendizados de um relacionamento juntos. É a primeira vez que vocês estão realmente fazendo algo tão importante assim juntos. Tem de aprender a negociar, a aceitar a opinião do outro, a entender que o mais caro nem sempre é necessário e/ou melhor, a saber até onde o orçamento dá, até quanto dá pra fazer… E nessas negociações a gente vai ensaiando as várias negociações que teremos durante o resto da vida. Afinal, não só de organizar a festa é feita a vida dos noivos (Antes fosse!!), depois tem a escolha dos móveis, a decoração da casa… e em tudo isso é importante que ambos participem, com direitos iguais, com o mesmo valor de voto e veto. Afinal, em meu ponto de vista, mais que nunca, o noivado é a fase preparatória para o casamento. Em todos os aspectos.

avatar5 de abril de 2012 - 11:22 PM

Laurinha - Hahahahah
Como diz o Juninho: o seu inflaciona o mercado!!! hahahaha
Mas acho q o Juninho vai gostar de participar de algumas partes da organização sim da parte da bagunça!!! hahaha

avatar6 de abril de 2012 - 12:06 AM

Sabrina Nazareth - Ah que lindo! Parabens Rodolfo! Lindo o texto…

Adorei!

Rodrigo so nao participa mais, pq esta longe… Mais me surpreendi qnd sem eu menos esperar, me manda um email cheio de inspiraçoes para os nossos convites…

Foi tao lindinho!

avatar6 de abril de 2012 - 1:56 PM

Zamira - Muito legal o texto, Renata! Adorei…
Por enquanto o meu casamento ainda está mais para uma festa surpresa para o noivo…mas quem sabe as coisas não mudam até lá!!

avatar6 de abril de 2012 - 3:40 PM

Dani Vidal - Esse é meu “afilhadinho” viu!!!
Adorei Rodolfo! Parabens!

avatar6 de abril de 2012 - 6:59 PM

luziene - Eh, meninas esse é o melhor noivo do mundo,não sei o que seria de mim sem ele e sem a melhor cerimonialista do mundo….

avatar9 de abril de 2012 - 4:27 PM

vilma - Mulheres que estão a beira do casamento,as que nem estão pensando nisso no momento e as que já casaram,enfim MULHERES,quem não queria um noivo assim???
Que lindo!!!!Felicidades pra vocês!!!!

avatar9 de abril de 2012 - 10:59 PM

Laurinha - Post novooooo!!!!!!!!!

avatar10 de abril de 2012 - 1:12 AM

karina - Que texto!!!!!!!! O meu não vai chegar a esse ponto eu acho, mas quem sabe ne?!!! rsss

avatar10 de abril de 2012 - 4:32 PM

Renata Cruz - Ei Pri…Acho que você sempre comenta isso no grupinho ne, outra sortuda!…mas é realmente raro os noivos que pensam assim…A grande maioria acha que a festa é para noiva, e que não é necessário a participação..

avatar10 de abril de 2012 - 4:33 PM

Renata Cruz - Também acheiii…fora a meia que foi ótimo rsrsrs
Beijos

avatar10 de abril de 2012 - 4:34 PM

Renata Cruz - kkk…Isso aí Zamira, o meu também..tem coisa que o noivo nem imagina que vai ter rsrs…

avatar10 de abril de 2012 - 4:35 PM

Renata Cruz - É noivinha de sorte! E obrigada pelo carinho de sempre…beijos

Seu email não será publicado ou compartilhado. Preenchimento obrigatório *

*

*

Compartilhe: FacebookPinterestTwitter