Reforma – Primeiros passos

Bricklayer

Oi gente,

No último post, contei (aqui) como foi que encontramos nosso apê… Que felicidade que quase não cabe dentro da gente e vontade de mudar correndo pra lá!

Mas antes disso, foi necessário fazermos algumas mudanças, que acabou se transformando em uma grande reforma!

Esse é o perigo da obra..outro dia escutei algo que resume o que eu quero dizer, o maior problema da obra são duas palavrinhas, o “Já” e o “que”, vira e mexe você se pega pronunciando as danadinhas: “Já que vamos trocar o piso da sala, porque não trocamos também o do quarto?”. “Já que o registro não está funcionando, vamos trocar logo a torneira”. Sempre há um motivo para você fazer mais uma coisinha…Mas se você planejar tudo direitinho antes, evita essas surpresinhas.

Portanto, antes de pensar em fazer algo, tenha em mente o seu orçamento! É ele que vai te orientar até onde você pode seguir e evitar que você tenha que deixar algo pela metade. Claro, que “marinheiro de primeira viagem” não tem ideia de quanto custa uma reforma, seja ela, somente uma pintura ou um sinteko, ou uma reforma total da cozinha, portanto, além de pesquisar com amigas, a querida internet (o que seria de mim sem ela?!), acho super válido ter o auxílio de um profissional especializado. Claro que isso vai depender da sua demanda, talvez, com um super bom gosto não precise de ajuda para escolher um sofá, tapete e/ou cortina para sala…mas quando se trata de demolir, modificar layouts mais drasticamente, construir paredes, entre outras possibilidades, não dispense a ajuda de um Arquiteto e/ou Engenheiro!

Comigo não foi diferente! Tenho uma pequena formação em Design de Interiores, que me permite dar uns pitacos nos projetos alheios, mas nada além de pitacos! Sou extremamente dependente de profissional! Acho que gosto de tudo muito certinho e valorizo o trabalho de quem estudou para nos auxiliar! Por isso, a primeira coisa que eu fiz foi procurar um Arquiteto!

É o arquiteto que além de fazer o projeto, vai te indicar toda a mão de obra e material, além de estar super antenado nas novidades! Normalmente eles pedem uns 40 dias para aprovação e entrega do 3D, sendo esse prazo negociável e variável de acordo com as mudanças solicitadas. A maioria cobra por m2 e o preço varia com a experiência. Dei uma pesquisada e em Juiz de Fora o preço tá variando de 30 a 45 reais/m2. Alguns acompanham a obra, outros somente visitam quando necessário, então, antes de fechar verifique se ele vai acompanhar ou não…

No nosso caso contratamos uma Arquiteta e separadamente um coordenador de obra. A princípio podemos afirmar que foi a melhor coisa que fizemos! O nosso coordenador já tem toda uma equipe formada, desde pedreiros até eletricistas. Mas uma dica: nunca comece a obra antes que o projeto final já esteja pronto, as coisas vão se atropelando e pode ser necessário refazer alguma coisa. Além disso, é bem melhor fechar a mão de obra completa do que pagar a diária para os profissionais, por isso é importante já ter em mãos tudo o que irá fazer antes de fechar com o coordenador, pedreiro ou empreiteira.

Dicas

–  Tenha um orçamento em mente;

–  Contrate um profissional para te auxiliar, de preferência com indicação;

– Compare orçamentos e indetifique-se com ele;

– Não comece a obra antes do projeto pronto;

– Verifique se haverá ou não acompanhamento da obra, se não, veja a necessidade de contratar um coordenador ou empreiteira;

– Assine contratos com valores e prazos para entrega;

– Pesquise, pesquise, pesquise…

E vocês? Contrataram alguém para ajudar?? Ou estão tocando tudo sozinhas???

:*

3
avatar14 de março de 2014 - 9:28 PM

Laurete - Ótimas dicas!!

Seu email não será publicado ou compartilhado. Preenchimento obrigatório *

*

*

Compartilhe: FacebookPinterestTwitter